Pesquisa mostra que executivos brasileiros estão mais otimistas com retomada da economia que média global

Leia também

Realizada em janeiro e fevereiro de 2021, a 24ª Pesquisa Anual Global de CEOs da PwC, mostra que 85% dos executivos brasileiros acreditam que a economia mundial terá um desempenho melhor em 2021. A expectativa do empresariado brasileiro é mais positiva que a mundial: no levantamento global da consultoria, que ouviu mais de cinco mil líderes de companhias, 78% se mostraram otimistas com o futuro.

“Após um ano de tragédia humana e grandes dificuldades econômicas, é encorajador ver que as pessoas responsáveis pela tomada de decisões de investimento e por contratações de pessoal estão se sentindo cautelosamente otimistas em relação ao ano à frente”, analisa Marco Castro, sócio-presidente da PwC Brasil.

A pesquisa ainda aponta que 48% dos CEOs brasileiros disseram esperar um aumento moderado das contratações, de 3% a 9% de sua força de trabalho, enquanto 14% preveem um aumento nas contratações superior a 10% do atual quadro de funcionários. No entanto, 73% dos CEOs brasileiros acreditam que o aumento da dívida dos governos elevará suas obrigações tributárias, enquanto 87% acham que precisarão mudar sua estrutura de custos por causa dessa tendência.

Além das expectativas destes gestores, a pesquisa buscou informações sobre o modo como eles estão reinventando suas empresas para mitigar os efeitos de disrupções globais – como o impacto da Covid-19 – e garantir um crescimento sustentável. Segundo a PwC, esses percentuais são recorde desde que o levantamento começou a ser realizado. 

Apesar do otimismo, os brasileiros seguem com as questões tributárias no topo de suas preocupações. O levantamento mostra que a incerteza sobre política tributária preocupa mais do que a pandemia ou outras crises sanitárias, com 56% das menções frente a 54%, respectivamente. As ameaças cibernéticas aparecem com 42% das referências dos executivos brasileiros, mudanças climáticas com 35% e “misinformation” (34%). 

Para os brasileiros, as obrigações tributárias têm foco maior que para as demais economias: 59% (CEOs do Brasil) x 33% (CEOs globais), o mesmo vale para volatilidade cambial com 56% versus 38%. No entanto, em outros pontos como: ameaças cibernéticas, nota-se que 44% dos gestores do Brasil indicaram o tema como preocupações, enquanto o percentual global foi de 59%. O mesmo se repete para: disponibilidade de competências essenciais (39% no Brasil x 49% no mundo); distúrbios na cadeia de abastecimento (38% no Brasil x 44% no mundo) e mudanças climáticas e danos ambientais (32% no Brasil x 40% no mundo).

A tão falada transformação digital, que teve seus processos ampliados e acelerados  com a pandemia, está no radar dos executivos do país. No total, 61% dos CEOs brasileiros indicaram que devem investir 10% ou mais na  transformação digital de seus negócios. Esses executivos também projetam aumentar em 10% ou mais os seus custos com segurança de dados e privacidade cibernética. Já 47% dos brasileiros disseram que devem apostar no desenvolvimento de talentos e líderes. 

Com o meio ambiente na agenda das principais lideranças mundiais, o tema também parece ter entrado de fato nos planos dos executivos brasileiros. O estudo da PwC mostra que o percentual de gestores brasileiros  que consideram as mudanças climáticas uma preocupação extrema mais que dobrou, passou de 14% em 2020 para 35% em 2021. Momento mais forte do que o verificado globalmente, que registrou aumento de 24% para 30%.

O relatório mostra que o temor em relação ao excesso de regulação, no Brasil, caiu da 4ª para a 10ª posição no ranking, algo semelhante ao registrado pela preocupação com a falta de infraestrutura básica, que pulou do 5º para o 16º lugar. 

De acordo com o levantamento, os brasileiros apontam o desempenho dos Estados Unidos (40%) e da China (33%) como fundamentais para as perspectivas de crescimento de suas empresas nos próximos 12 meses. Em terceiro aparece a Alemanha, com 13% das referências dos profissionais. Enquanto os países que mais apostam no Brasil como mercado prioritárias são Argentina (44%) e Uruguai (41%).

- Publicidade -

Outras notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais recentes

Lo mejor Alternativas a Utilizar CityXGuide.com Para conocer en general Mujeres

En el caso de que regularmente dedique algún tiempo a CityXGuide.com comprando proveedores cumplir luego definitivamente debería ver el película. Este video...

The simple truth is Shag.co.uk Is Not A Legit As It Seems To Be

Site Details: Table Of Contents Review Contained in this analysis we'll digest all reasons why Shag.co.uk actually genuine. Whenever we say one thing actually real we...

Willow recensione – cosa fare esattamente sappiamo tutti su qualcuno di esso?

Incontri programmi diventati standard nel nostro tutti i giorni vite fisiche. Adesso, have many online dating programs disponibile per la vendita per...

6 質問がディスカッションをスパークさせる最初の日付

最も重要 日付 懸念 傾向がある 絶対に 要求が厳しい! それでも 難しい 十分 準備 一緒に夜を過ごすしかし考える 何をする 話す たくさん 検討する。 それはあなたです 可能性 確認する この人 良い 素晴らしい方法である可能性があります。 あなたは...

LatinoMeetup Évaluation 2021

C'est bien connu que les Latino females et men serait le les personnes les plus chaudes les gens de globalement, et est...